Dicas de Gramática – Como usar De em vez de Da ou Do

Como usar De em vez de Da ou Do. Dicas de gramática para você aprender de maneira fácil. Sem necessidade de decorar ou quebrar a cabeça para aprender regras infinitas da língua portuguesa.

Dicas de Gramática – Como usar De em vez de Da ou Do

Dias atrás, assistimos ao divertido programa Quem Fica em Pé, apresentado por José Luiz Datena, no canal de TV Bandeirantes, mais conhecido por Band.

O líder da semana a que me refiro chegou ao momento crucial em que não poderia errar mais. Contudo, ele errou. Ai, que tristeza! Sabe aquelas horas em que a gente pula no sofá, só de raiva, por saber a resposta e constatar que o candidato ao prêmio vai errar? Pois é! Só que a gente não pode dizer a resposta ao candidato, de modo que ele receba o prêmio. Ninguém aqui em casa é telepata.

Ficamos tristes porque ele disse ao Datena que queria usar o dinheiro do prêmio para fazer uma viagem a Nova York (esse “a” é sem crase) e também para fazer uma pequena cirurgia de lipo aspiração. Quanto à cirurgia de lipo aspiração eu não concordaria, mas quanto à viagem a Nova York, que legal! Seria bom se ele fizesse mesmo!

No entanto, quando a resposta que ele deveria dar… O candidato errou. A resposta correta seria “gaita de boca”. Só isso. Porém. ele errou por dizer “gaita da boca”.

Há diferença entre dizer “gaita de boca” ou “gaita da boca”.

Decidimos, então, escrever e publicar este artigo, aqui no, blog de José Guimarães, para te mostrar, caso se interesse nesse assunto, como escrever corretamente. Fazemos isso por saber que você tem blogs, publica artigos na internet ou simplesmente gosta de aprender dicas de gramática da língua portuguesa.

Por exemplo: Blog de José Guimarães poderia também ser escrito Blog do José Guimarães. Blog de Pedro Gonzaga ou Blog do Pedro Gonzaga.

O erro que o líder do programa cometeu foi usar na frase o que dizemos no dia-a-dia, na linguagem coloquial. Curiosamente, desde que comecei a assistir ao programa, foi a primeira vez que vi o líder cair no buraco. Se você ainda não o assistiu, assista. A pessoa cai no buraco, literalmente. Ou seja, de verdade.

O participante perdeu a última vida por causa do “de” ou “da“. Uma pena.

Achamos triste porque ele podia sair do programa com a quantia de R$ 100.000,00 (cem mil reais). Ou, no mínimo, metade do valor que acumularia se chegasse ao valor mínimo para sair do programa, com dinheiro. Mas, como dissemos acima, ele perdeu todas as vidas e não poderia errar mais.

Mas, qual é a maneira correta de escrever de, da ou do?

A regra de gramática diz que sempre que designamos o material de que alguma coisa é feita, usamos o “de”. Assim, segundo essa regra, escrevemos: casa de madeira, parede de concreto, armário de mogno, cômoda de imbuia, dente de ouro, estátua de marfim, anel de ouro, vestido de seda, estrutura de concreto, camisa de tergal, calça de casimira, calça de lycra, calcinha de seda, calça de algodão, cueca de algodão, boneca de pano, santo de barro, imagem de terracota, TV de plasma, farinha de milho, farinha de mandioca, ursinho de pelúcia, fio de nylon e mais uma infinidade de artigos que encontramos ou usamos no dia-a-dia.

Dia a dia ou dia-a-dia

Observação: Conforme a Nova Ortografia, (dia a dia) deveria ser escrito sem hífen. Mas Pasquale Cipro Neto escreve com hífen. Portanto, por que deveria eu contrariá-lo? Então, escrevo (dia-a-dia) assim mesmo, com o hífen (que deveria ter caído totalmente, porém não caiu).

Quanto ao de…

Também usamos “de” em frases que indicam propriedade: livro de Neide, livro de Valdir, Blog de José Guimarães, Blog de Fernando, Blog de Marcelo Tas, Blog de Dilma Rousseff, Blog de Marina Silva, Blog de Aécio Neves, bicicleta de Paulinho, carro de Leandro, geladeira de Vilma, vestido de Luíza, calça de John, boneca de Maria, e muitas outras frases.

Usamos ainda o “de” para designar objetos, em vez de usar a palavra “para”: capa de sofá, relógio de parede, relógio de pulso, gaita de boca, tampa de garrafa, capa de chuva, xícara de café, xícara de chá, e muitas outras.

Usamos o “de” também em frases que indicam procedência: cachorro de rua, gás de rua, café de Guaxupé, jogador de Nápoles, técnico de Marília, peixe de Manaus e outras mais.

Contudo, quando devemos escrever da ou do?

Vamos combinar o seguinte: a fim de que este artigo não fique longo demais, temos certeza de que você não gosta, nós também, veremos essas dicas em posts futuros. Aguarde.

ATENÇÃO: O vídeo do participante Stanislaw Ivo estava no Youtube. Mas, para minha surpresa, foi retirado de lá. Uma pena!

Vídeo Stanislaw Ivo elimina mais uma adversária [Vídeo Youtube]

Por ora, esperamos que estas dicas de gramática o ajude a escrever com mais clareza. Ou não ser derrubado, caso participe do programa Quem Fica em Pé.

Infelizmente, o Programa Quem Fica em Pé desapareceu sem aviso. Uma pena. Quanta tranqueira da TV que deveria desaparecer de vez e somem com um programa que acrescenta conhecimento às pessoas. Além, é claro, a chance de pessoas ganharem um dinheirinho (bota dinheirinho nisso, José Guimarães!) extra.

Por exemplo, aprendi nesse programa que Hitler nasceu na Áustria. Brincadeira! Eu pensava que ele tivesse nascido na Alemanha. Viver é aprender para viver mais.

Dicas de livros de Gramática

Gramática da Língua Portuguesa
Ensino Médio – Integrado
Autores: Ulisses Infante e Pasquale Cipro Nego
Conforme Acordo Ortográfico – Reformulada
Para comprar o livro Gramática da Língua Portuguesa clique aqui.

Curso de Gramática Aplicada aos Textos
Autor: Ulisses Infante
Para comprar o livro “Curso de Gramática Aplicada aos Textos” clique aqui.

O Brasil na Ponta da Língua
Autores: Gilberto Dimenstein e Pasquale Cipro Neto
Para comprar o livro “O Brasil na Ponta da Língua” clique aqui.

Com Todas as Letras
O Português Simplificado
Eduardo Martins

ATENÇÃO: Este post foi revisado em 28/08/2014 por José Guimarães e Silva.

Livros Infantis de José Guimarães

Receba posts do blog Livros Infantis de José Guimarães por E-em seu endereço de e-mail.

Curta nossa Página de Fãs no Facebook

Siga José Guimarães no Twitter

José Guimarães e Silva

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Termos pesquisados na internet:

  • quando usar de ou da (106)
  • quando usar de ou do (41)
  • de ou da quando usar (32)
  • de ou do (29)
  • de ou do quando usar (24)
  • usar de ou do (17)
  • quando usar de e da (16)
  • de da do gramática (11)
  • quando usar de da do (10)
  • quando usar do ou de (10)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

CommentLuv badge

  1. O correto seria usar Secretaria Municipal de Educação.
    Porque trata-se de educação de em geral, para todas as pessoas.
    Por exemplo: educação primária, educação musical, educação sexual… Todos podem ser escritos sem o “a”.
    No entanto, quando já está escrito em documentos, assim se mantém.
    Digite no Google “Secretaria Municipal da Educação” e você verá páginas mostrando “Secretaria Municipal de Educação”.

    Grato por sua visita e comentário.

    José Guimarães

  2. Nós usamos “de” antes de estar definido no discurso.
    Por exemplo, ontem fui a casa de Angélica.
    Aí a pessoa pergunta: Qual Angélica?
    Aquela que te falei dias atrás.
    Agora que você já definiu quem é a Angélica, pode dizer: Eu fui a casa da Angélica.
    Note bem, esse recurso é estilístico.
    Quanto ao livro, cito “Gramática da Língua Portuguesa”, Celso Ferreira da Cunha.
    Também “Com Todas as Letras”, o português simplificado, Eduardo Martins.

    Nota: Poucos autores usam essa grafia. Mas caso você leia livros de Machado de Assis, por exemplo, verá que ele sempre usou esse recurso.

    Grato por sua visita e comentário.

    José Guimarães

  3. Qual seria a forma certa de dizer: Secretaria Municipal de Educação Ou
    Secretaria Municipal da Educação ?

  4. José, mandei um e-mail pra ABL perguntando sobre o artigo antes dos nomes próprios. Eles me responderam que “o emprego do artigo ou somente da preposição depende do grau de intimidade que se tenha com a pessoa a quem se refere. Quando a relação é formal, não se emprega o artigo. Dizer Ontem, fui à casa de Angélica ou … à casa da Angélica é correto”.
    Mas não seria essa uma frase que indica propriedade (a casa é de Angélica)? Enfim de qual gramático vem essa regra de não usar artigo em frases que indicam propriedade?

  5. Olá Eduardo

    Quando a semana já está definida, o certo será usar: Semana da Computação.

    Exemplo:

    Você escreve um artigo, panfleto ou folder dizendo:

    Durante esta semana vamos falar de computação. Ela será chamada Semana da Computação.

    Note que você já definiu no discurso que a semana vai ser de computação ou sobre computação.

    Muito obrigado por sua visita e comentário.

    José Guimarães

  6. Olá, tenho uma dúvida:

    Estaria certo “Semana DE computação” ou seria “Semana DA Computação”? (referindo-se à uma semana acadêmica).

    Muito Obrigado.

    Att.,
    Dudu

  7. Afinal de contas, onde está o comentário falando sobre o uso do “do” e “da”???

  8. Pingback: Contrações de + a, de + o, antes de verbos no infinitivo | Livros Infantis de José Guimarães

  9. A nossa gramática é bem complexa, nunca é demais consultar artigos como esses para confirmar se estamos escrevendo corretamente…

  10. Olá Dermeval

    Apesar de ser da área de exatas, estudo muito a língua portuguesa. Por isso, gosto de colocar dicas de gramática aqui no blog.

    Já que você gosta, vou colocar mais.

    Aguarde.

    Você lembra daquela ferramenta que me disse uma vez, que verifica a situação dos arquivos do blog? Pode me dizer o link?

  11. Confesso que tenho minhas dificuldades com a língua portuguesa e dicas como essas são sempre bem vindas, pois e de extrema importância escrevermos corretamente no blog para passar maior credibilidade.
    Dermeval Junior postado recentemente..Curso online de HTML 5My Profile